10 de junho de 2020

Orquestra Villa-Lobos lança campanha de financiamento coletivo

Com recursos suspensos, programa de educação musical busca solução para recontratar professores e assegurar continuidade do projeto

Música

Texto: Mariana Moraes

No final de maio, a Orquestra Villa-Lobos iniciou a campanha de financiamento coletivo "Bloco na Rua", buscando garantir o retorno de suas atividades após o período de pandemia. A orquestra e as ações relacionadas à educação musical eram mantidas através de um convênio com a Prefeitura de Porto Alegre. Em abril, a Prefeitura cancelou todas as renovações devido à emergência do coronavírus. Com a suspensão do contrato, os repasses financeiros provenientes do convênio acabaram, e todos os vinte professores de música envolvidos no projeto tiveram que ser demitidos. Sem previsão para a retomada do convênio, o financiamento coletivo foi a solução encontrada para assegurar a sobrevivência do programa: “Se tornou urgente fazermos algo por nossa conta”, explica Cecília Silveira, coordenadora do projeto e regente da orquestra. As doações podem ser feitas pela plataforma Catarse (https://www.catarse.me/bloco_na_rua). 

De acordo com a coordenadora, o principal objetivo da campanha é a recontratação dos professores. Sem eles, todas as oficinas e atividades musicais ficam inviabilizadas. Atualmente, a Orquestra Villa-Lobos é composta por 45 músicos, com idades entre 12 e 25 anos. Além disso, antes do início do período de isolamento social, o projeto proporcionava mais de 600 atendimentos gratuitos por semana para crianças e jovens da Lomba do Pinheiro. O programa oferecia oficinas de canto coral, cavaquinho, contrabaixo elétrico, flauta doce, gaita ponto, grupo de choro, percussão, piano, prática de orquestra, sapateado americano, teatro, teoria e percepção, viola, violão, violino e violoncelo. “São quase três décadas de um trabalho que nunca parou. Esse momento é trágico para nós ”, lamenta Cecília. 

Desenvolvido pela Escola Municipal de Ensino Fundamental Heitor Villa-Lobos, na Vila Mapa, em parceria com o Centro de Promoção da Criança e do Adolescente São Francisco de Assis, o projeto Orquestra Villa-Lobos foi criado em 1992 com o objetivo de proporcionar aprendizado musical através de vivências artísticas coletivas, socializadoras e transformadoras. “A música é um canal para trabalhar a autoestima, não só a individual, como a da própria comunidade da Lomba do Pinheiro. Na vila, na periferia, as notícias não são só coisas ruins, existe muita potencialidade, e precisamos dar a oportunidade para que as crianças desenvolvam isso. Quando alguém se sente valorizado e acredita em si mesmo, tudo vai mudando na vida dessa pessoa”, destaca a regente da orquestra. Desde a sua criação, o grupo artístico já realizou mais de 1,2 mil concertos pelo Brasil e em países da América do Sul, além de ter iniciado milhares de jovens e crianças no universo musical.

Compartilhe
GALERIA DE FOTOS