02 de outubro de 2019

3 a 6 de outubro: Agendínea de rolês da Marina Azevedo

Chegou a coluna semanal mais rolezeira da Clandestina

Evento gratuito

Já que a gente não é de açúcar, pega as galochas e “bota na tua cabeça que isso aqui vai render”:

Quinta já dá as caras com o lançamento – muitíssimo aguardado – do livro “O homem infelizmente tem que acabar”, da musa do Bom Fim e do meu coração, Clara Corleone, no Von Teese. O espaço é pequeno, por isso a gente chega cedo pra tomar bons drinks e garantir o primeiro lugar na fila! De quinta a sábado, também tem outra maravilhosidade: Festival Ottorrusgarai, no Linha, com oficina de animação, com o Otto, oficina de cartum e humor, com o Adão, exibição dos filmes Novela, Treiler, Natal do Burrinho, uma prévia da série em produção do Rocky & Hudson e trechos de Cidade dos Piratas, além de trabalhos e livros dos dois para compra e autógrafos e, para fechar, uma festinha marota pra celebrar a dupla! Bom, hein?

Na sexta, Negra Jaque lança disco no Agulha, a deusa cósmica Letrux dá show em noite de climão no Opinião e sempre tem aquelas outras mil noites nos nossos inferninhos favoritos, né?

Sábado vem forte, com PUCRS Festival e vários shows gratuitos – os ingressos estão esgotados, mas fica atento que sempre rola um amigo que desiste e sobra lugar pra ti! No line-up tem a melhor deejay ‘Brasil que eu quero’ da cidade Joelma Terto, Gelpi, As Batucas- Orquestra Feminina de Bateria e Percussão e Criolo!

Também no sábado, na Amada Massa, iniciativa de reparação social construída por pessoas em situação de vulnerabilidade e consolidada como um clube de pães veganos que gera renda e contribui para autonomia dos participantes, rola um evento de primavera. Abrindo as portas da casa nova, a celebração contribui diretamente para a manutenção da iniciativa! Vamos lá, apoiar quem precisa e se divertir!

Rola, ainda, no fim do dia, um show gratuito no Theatro São Pedro com o gaiteiro Renato Borghetti, em formação acústica e delicada, acompanhado da talentosíssima nova geração de músicos gaúchos: o incrível violão de sete cordas de Neuro Junior e o bumbo leguero do Pedro Borghetti. Imperdível! 

Outro nome de talento da nova geração de músicos daqui, mas radicado em Sampa, Pedro Pastoriz apresenta seu rock delicioso na Casa Plural, a módicos 15 pilas. Vale muito! <3 No 512 a batucada coletiva independente verde e vermelho, que mora em nossos corações, Turucutá. Pra suar e ser feliz!

Pra fechar o findi, as melhores bandas instrumentais que transbordam talento e brasilidade: Bixiga 70 e Trabalhos Espaciais Manuais se juntam para um baile de domingo - grande, poderoso e independente - ocupando o espaço de resistência da Imperadores do Samba, que abriu as portas da sua casa na Orla do Guaíba para receber esse evento que é imperdível em Porto Alegre! Hidrate-se!

Ah, a Bate e Sopra tá na final do 14° Festival de Música POA, e vai ter shows gratuitos às 19h de domingo no Araújo Viana. Veste o roxo e o amarelo e vai torcer pra música “Ventania”.

Como só acaba quando termina, segunda tem cousa boa, também: A Crônica Malandra de Hugo Carvana no 0800, na Sala Redenção. Também é Dia do Bartender e o pessoal do Barzito achou o melhor jeito de comemorar: vai ter Leo Tonetto, Fred Müller (Capincho), Gabi Madera (Firma), Isadora Victora (Estreito da Chosen) e Jaime Daniel (Olivos 657) funcionando com criações especiais e carta exclusiva pra noite. A função começa 19h.

-----

 

Marina Vaz Azevedo é curadora de Festas e Eventos de Rua na Clandestina. Jornalista com vocação para relações públicas, conhece cada cantinho da cidade e metade das pessoas que nela habitam. Adoradora de música, poesia e purpurina, está sempre presente em eventos que movimentam e ocupam as ruas: de blocos de carnaval a festivais de fanfarra. 

Compartilhe
GALERIA DE FOTOS