06 de junho de 2019

Oficina de Choro abre inscrições para aulas gratuitas no Instituto Ling

Projeto de educação musical oferece atividades para músicos iniciantes e experientes em Música Popular Brasileira

Música

Estão abertas, de 1º a 15 de junho, as inscrições para as aulas do segundo semestre de 2019 do projeto de educação musical Oficina de Choro, realizadas no Instituto Ling e no Multipalco do Theatro São Pedro, em Porto Alegre/RS.

A Oficina de Choro oferece sete diferentes cursos que abordam a linguagem da música brasileira, com aulas de grupo de composiçãopráticas de conjunto e atividades voltadas para iniciantes. Podem participar músicos de diversos instrumentos - como violão, cavaquinho, bandolim, pandeiro, sopros e teclas - além de cantores. As aulas são gratuitas e os horários, pré-requisitos e a ficha de inscrição podem ser acessados pelo site www.oficinadechoro.com.br. As vagas são limitadas e os interessados são submetidos a um processo de seleção, de acordo com o nível de conhecimento musical.

No Instituto Ling, o público interessado pode acompanhar e assistir livremente às aulas do Bandão da Oficina, que acontecem uma vez por mês, aos sábados à tarde. As aulas de acompanhamento de samba-choro e solo de choro, realizadas sempre às quintas-feiras, das 10h às 12h, também podem ser assistidas pelo público, com entrada franca.

Sobre a Oficina de Choro

Oficina de Choro completa 15 anos em 2019 e vem exercendo um papel decisivo para o crescimento da cultura do Choro e da música popular brasileira no Rio Grande do Sul. Coordenada pelo músico Mathias Pinto, com curadoria e produção da Branco Produções, a Oficina se destaca como um dos três maiores projetos voltados ao ensino de Choro no país.

No ano de 2018, o projeto teve o maior crescimento desde a sua criação, contando com um núcleo de mais de400 alunos que receberam formação musical através da linguagem do choro, com diferentes aulas abertas ao público. 

Em 2019, a Oficina passa a funcionar em novo espaço: o Instituto Ling, centro cultural com sede no Bairro Três Figueiras, em Porto Alegre. Para Mathias Pinto, coordenador do projeto, o grande desafio da Oficina de Choro para 2019 é "ampliar o espaço da música instrumental na cena cultural, formando músicos e grupos, e implementando a ideia inédita de uma Orquestra de Choro".

Compartilhe
GALERIA DE FOTOS