17 de maio de 2019

Dudu Sperb e Guinga: navegantes de mãos dadas

Cantor porto-alegrense apresenta nesta sexta (17) trabalho com mestre carioca, um dos maiores compositores e violonistas do país

Música

O quinto trabalho do cantor porto-alegrense Dudu Sperb, com a marca de um dos maiores mestres do violão brasileiro, será apresentado na noite desta sexta-feira, 17 de maio, no Studio Clio. O violonista carioca Guinga está em Porto Alegre para apresentar com Dudu o trabalho de Navegante – Dudu Sperb recebe Guinga.

Iniciado à obra de Guinga pela gravação de Elis Regina e Cauby Peixoto do clássico Bolero de Satã, Dudu ficou amigo do mestre após um show no Unimúsica (projeto musical da UFRGS), em 1999. Em 2010, apresentaram-se juntos pela primeira vez, junto a Orquestra de Câmara Theatro São Pedro, e, em 2016, Dudu gravou outra canção de Guinga, Noturno Copacana, em seu disco ‘So in Love’. “Um dia eu brinquei com ele: ‘Guinga, tu não gostou da minha gravação, né?’. Pra ver o que ele ia dizer. E o Guinga, que é todo engraçado, disse, bem sério: ‘não, você canta muito. Pra te provar, escolhe umas canções que eu vou fazer um show com você’. E foi assim, naturalmente acontecendo”, conta Dudu sobre o nascimento da parceria.

“O disco nasceu dessa amizade e de uma adoração que tenho pela música dele. Eu acho que o Guinga não é só um dos maiores compositores brasileiros de todos os tempos; ele é hoje um dos maiores compositores do mundo, isso dito por gente como Paco de Lucía e Michel Legrand”, completa o porto-alegrense. Em matéria publicada no jornal Estado de S.Paulo, de 13 de maio, Guinga figura entre os cinco revolucionários do violão, ao lado de nomes como Baden Powell e João Pernambuco.

Entre dedos e dentes

Nascido Carlos Althier de Sousa Lemos Escobar, 69 anos, Guinga ganhou seu primeiro violão aos 11 anos. De lá pra cá, não soltou mais o instrumento. Formou-se em odontologia e exerceu a profissão durante 32 anos. Ao longo da vida, dividiu-se entre o consultório, que lhe garantiu o sustento, e a música, talento que lhe rendeu inúmeros prêmios e parcerias que entraram para a história do cancioneiro brasileiro.

Em audição do álbum nessa quinta-feira (16), Guinga contou histórias na presença de jornalistas, entre eles seu amigo Juarez Fonseca, crítico musical do jornal Zero Hora. “Baden (Powell) era meu cliente. A gente ficava tocando violão no laboratório de prótese. Meu violão na mão do Baden virava outro instrumento. O sentimento que ele tirava do violão...”, suspirou Guinga, rememorando outros tempos. “Uma porção dessas músicas que tu gravou foi feita no consultório”, completou ele, olhando pra Dudu.

Os músicos encontram-se novamente hoje à noite, em show no Studio Clio (José do Patrocínio, 698), para apresentar Navegante – Dudu Sperb recebe Guinga. Uma dose alta do que há de melhor na música que atravessa tempos e gerações.

 

Show de lançamento de 'Navegante - Dudu Sperb recebe Guinga'

No palco: Dudu Sperb (voz) e Guinga (violão)

Data: 17 de maio, sexta-feira, às 21h

Local: StudioClio (R. José do Patrocínio, 698 - Cidade Baixa - Porto Alegre)

Telefone: (51) 3254-7200

Ingressos em http://studioclio.com.br/

Valores antecipados: R$ 60,00 (meia-entrada ou entrada solidária, válida para todos os públicos ao trazerem 1 kg de alimento não-perecível) e R$ 120,00 (inteira)

No local: R$ 70,00 e R$ 140,00

 

------

 

Texto: Amanda Zulke

 

Compartilhe
GALERIA DE FOTOS